Programação e Engenharia de Sistemas de Software (PROGRESS)

Programa de Especialização

Programação e Engenharia de Sistemas de Software (PROGRESS)

Catarina Carvalho

(+351) 218 417 894

catarinagcarvalho@tecnicomais.pt

MAIS INFORMAÇÕES

O PROGRESS é um curso intensivo, com o objetivo de proporcionar aos participantes conhecimentos básicos em todos os domínios fundamentais da programação e da engenharia de software. Esta edição será patrocinada pela Everis e Fidelidade, através do Programa “Academia Outsystems” by Everis e Fidelidade, não existindo custos financeiros para formandos que realizem o PROGRESS através deste programa.

O PROGRESS é um curso intensivo com o objetivo de proporcionar aos participantes conhecimentos básicos em todos os domínios fundamentais da programação e da engenharia de software.

Conheça esta nova plataforma que lhe trará conhecimentos imprescindíveis no que diz respeito à adaptação das empresas às novas e crescentes exigências do mercado, através de uma preparação sólida, séria e competitiva nos domínios da Engenharia de Sistemas de Software.

  • Adquirir conhecimentos básicos em domínios fundamentais ao nível da licenciatura em Ciência da Computação e Engenharia Informática;
  • Desenvolver profundas capacidades concetuais e profissionais, em programação e em engenharia de software.
  • Membros de equipas envolvidos na definição, implementação, manutenção, teste, melhoria e auditoria de Software.

Formadores: António Leitão e Cláudia Antunes

  • Esta unidade curricular tem como objetivo fornecer conhecimentos sobre conceitos fundamentais relativos à atividade de programação, nomeadamente, algoritmo, abstração procedimental e abstração de dados, a programação como construção de abstrações, paradigmas de programação. Após a frequência da disciplina, os alunos deverão dominar os conceitos apresentados e serem capazes de desenvolver programas em Python.

Formadores: David Matos e João Dias Pereira

  • Esta unidade curricular pretende facultar a linguagem de programação Java: funções e métodos, classes e objetos, testes de unidade, tratamento de exceção, herança, coleções, enums, strings e arrays. A pilha de execução e a pilha de memória. Desenvolver software usando uma abordagem de teste-primeira e refatorizações, desenvolvimento testdriven.

Formadores: António Rito da Silva, Paulo Carreira, João Dias Pereira, Luis Cruz eSofia Reis

  • Desenvolvimento de uma aplicação de software de grande dimensão por várias equipas de programadores. Utilização de técnicas de engenharia de software durante o desenvolvimento: desenvolvimento orientado por testes, testar primeiro, programar com asserções, gestão ágil de projetos, sistemas de gestão de configuração de software, ferramentas de profiling e teste das propriedades não funcionais do código.

 

Formadores: Alexandre Francisco, Luís Russo e Cátia Vaz

  • Será apresentada uma visão geral dos conceitos básicos sobre análise e síntese de algoritmos e estruturas de dados, focando aqueles que encontramos na maioria das bibliotecas. Irão adquirir noções de complexidade computacional. e aplicarão estas noções na resolução de problemas práticos, tendo em conta a viabilidade, eficiência e escalabilidade. Farão análise da implementação de algoritmos e estruturas de dados.

Formadores: Paulo Carreira e Carlos Mendes

  • Nesta unidade serão apresentados os conceitos básicos de bases de dados relacionais, desenhar e implementar bases de dados, apresentar os conceitos de processamento de consultas e optimização e conhecer o funcionamento interno dos Sistemas de Gestão de Bases de Dados.

Formadores: Sérgio Guerreiro, Carlos Mendes e Armando Vieira

  • Nesta unidade curricular será apresentada uma introdução aos conceitos fundamentais de modelação conceptual para a comunicação, análise, desenho e desenvolvimento de sistemas de informação empresariais.

 

Formadores: Daniel Gonçalves e Nuno Trindade

  • Esta unidade curricular pretende dar ao utilizador uma introdução ao desenho, ao desenvolvimento de linguagens e frameworks de programação orientadas à Web: Javascript, AngularJS, Node.js. O utilizador ficará com conhecimentos de server-side Javascript.

 

Formadores: José Tribolet e convidados

  • 12 seminários, espaçados ao longo de todo o programa

COORDENAÇÃO

José Tribolet

José Tribolet

Professor Jubilado | IST

VER BIOGRAFIA

António Menezes Leitão

António Menezes Leitão

Professor Auxiliar | IST

Cláudia Antunes

Cláudia Antunes

Professora Auxiliar | IST

António Rito da Silva

António Rito da Silva

Professor Associado | IST

Luís Russo

Luís Russo

Professor Auxiliar | IST

Carlos Mendes

Carlos Mendes

Full stack developer

Paulo Carreira

Paulo Carreira

Professor Auxiliar | IST

Alexandre Francisco

Alexandre Francisco

Professor Associado | IST

Sérgio Guerreiro

Sérgio Guerreiro

Professor Auxiliar | IST

Daniel Gonçalves

Daniel Gonçalves

Professor Associado | IST

Armando Vieira

Armando Vieira

IT & Process Transformation

Cátia Vaz

Cátia Vaz

Professora | ISEL

David Matos

David Matos

Professor Auxiliar | IST

Luís Cruz

Luís Cruz

Professor | Delft University

João Dias Pereira

João Dias Pereira

Professor Auxiliar | IST

Nuno Verdelho Trindade

Nuno Verdelho Trindade

Investigador | INESC-ID

Sofia Reis

Sofia Reis

Investigadora

A avaliação de cada módulo é constituída por uma combinação dos elementos seguintes:

  • Exame, onde são demonstrados, individualmente, os conhecimentos teóricos e práticos apreendidos num dado módulo;
  • Trabalho teórico, onde se apresenta através de um trabalho escrito, desenvolvido individualmente ou em grupo, o resultado da análise ou investigação sobre determinado problema;
  • Trabalho prático, onde se produz um ou mais artefactos com o objetivo de resolver determinado problema prático;

 

Aplicam-se as seguintes regras gerais de avaliação a todos os módulos do programa:

  • As notas finais de cada módulo são dadas na escala de 0 a 20 valores por combinação ponderada dos seus elementos de avaliação. Os elementos de avaliação e a ponderação específica são definidos no contexto de cada módulo.
  • Um aluno obtém aproveitamento positivo a um módulo se obtiver uma nota mínima de 10 valores na avaliação.
  • Àqueles que obtenham uma classificação positiva em todos os módulos serão conferidos 23 créditos ECTS (European Credit Transfer System).
  • ECTS significa “European Credit Transfer System”.
  • Os créditos ECTS são uma forma padronizada de contabilizar o trabalho desenvolvido pelo formando, incluindo a presença nas sessões, bem como o tempo de estudo e de avaliação.
  • No Técnico estabeleceu-se que 1 ECTS corresponde, tipicamente, a 28 horas de trabalho.
João de Sousa GuimarãesADVOGADO
Read More
Trata-se de um curso muito completo, oferecido num enquadramento percetível tanto para quem lida diariamente com proteção de dados e pretenda aprofundar conhecimento, como para quem pretenda iniciar-se na temática. O curso é, por isso, de enorme capacitação profissional para quem nele participa e de uma mais valia inquestionável por ser disponibilizado por uma instituição como Instituto Superior Técnico.
Maria Antonieta RibeiroDPO - BRISA
Read More
Este curso é essencial para um DPO com formação jurídica e que apenas conhece a informática na ótica do utilizador. As lições aprendidas são, de facto, uma excelente e essencial ferramenta de trabalho.
Lina AlvesOFFICE MANAGER AND CORPORATE CONTROLLER - ZOMATO
Read More
Excelente mais valia para a atividade profissional.
Ivone Pita SoaresAdvogada
Read More
O balanço é claramente positivo, tanto pelo interesse prático do conteúdo programático, como pela excelente qualidade do corpo docente. Apresenta-se como um curso sério, indispensável para quem, não tendo formação de base em tecnologias da informação, exerça quaisquer funções no âmbito do RGPD.
Lara Feio
Read More
Vim de Braga de propósito para fazer estes cursos e não estou nada arrependida. Acho o curso uma mais-valia, muito denso ao nível do conteúdo, permitindo uma aprendizagem sobre os mais variados aspetos.
Nuno Pereira
Read More
Valeu muito a pena. Acho que o curso é extremamente rico ao nível dos conhecimentos que fornece. Enquanto DPO de um conjunto de entidades públicas e privadas acho extremamente relevante apostarmos neste tipo de formação, se tiver o selo de qualidade do Técnico ainda melhor.

MAIS INFORMAÇÕES E CANDIDATURAS

Contacte-nos relativamente a próximas datas ou adapte este curso à sua organização.

MAIS INFORMAÇÕES
CONTACTE-NOS
CURSOS RELACIONADOS

MAIS INFORMAÇÕES E CANDIDATURAS

Contacte-nos relativamente a próximas datas ou adapte este curso à sua organização.

Curriculum is empty

PROCURAR CURSOS E PROGRAMAS

BEM-VINDO!

A sua subscrição foi efetuada com sucesso!

Verifique o e-mail de boas-vindas na sua caixa de correio.